CBR

 

23

abril

2012

CBR apóia Dia Nacional de Advertência aos Planos de Saúde

Nosso protesto contra as empresas que operam no setor da saúde suplementar será no próximo dia 25 de abril, quarta-feira. Trata-se de um dia de advertência da categoria médica contra as operadoras de planos de saúde que têm se recusado a avançar nas negociações pela recuperação de honorários defasados e, também, pelo fim da interferência antiética na relação entre os profissionais e seus pacientes.

Nós, médicos radiologistas, devemos cobrar da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) o estabelecimento de regras claras para a fixação de contratos entre as operadoras e os médicos. As Comissões de Honorários Médicos de cada Estado deverão escolher sua forma de manifestar sua advertência, sempre assegurando que os pacientes não sejam prejudicados. Os atendimentos de urgência e emergência serão mantidos e os médicos estão sendo orientados a comunicar sua programação para o dia 25 de abril com antecedência. Nossas reivindicações são:

Reajuste de honorários: recuperar as perdas financeiras dos últimos anos de todos os procedimentos.

Contratos: inserção de critério de reajuste, com índice ou conjunto de índices definido e periodicidade máxima de 12 meses, e inserção de critérios de credenciamento, descredenciamento, glosas e outras situações que configurem interferência na autonomia do médico.

Hierarquização: inclusão da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) vigente como referência para o processo de hierarquização, a ser instituído por Resolução Normativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Nos últimos 12 anos, os índices de inflação acumulados chegaram a 120%. Por outro lado, os reajustes dos planos somaram 150%, enquanto os honorários médicos não atingiram reajustes de 50% no período, sendo que o mercado no Brasil tem crescido mais de 10% ao ano, o que significa aproximadamente 4 milhões de novos usuários no país por ano, gerando um faturamento de R$ 72,7 bilhões para as operadoras de planos de saúde.
Faça a sua parte. Participe ativamente das ações preparadas em seu Estado e divulgue esses dados aos seus pacientes.

Precisamos esclarecer a sociedade sobre a situação caótica em que os médicos estão trabalhando atualmente.

Atenciosamente,

Dr. Manoel Aparecido Gomes da Silva
Presidente do CBR

Noticias Aleatórias