CBR

 

20

maio

2010

SISMAMA indica que resultado de mamografia demora um mês no SUS

Um novo estudo realizado pelo SISMAMA, o sistema de
informação sobre o câncer de mama no Brasil, revela que em um terço dos exames
a demora entre o pedido de mamografia diagnóstica e o resultado chega a 30 dias
no Sistema Público de Saúde (SUS).

A Sociedade Norte-Americana de Câncer recomenda o
mesmo prazo, no entanto, entre as seguintes etapas: o paciente percebe o
nódulo, faz os exames, detecta o câncer e o opera, ou seja, o período total
entre o diagnóstico e o tratamento. Tal dado torna os resultados nacionais
ainda mais aquém dos considerados ideais para evitar que a doença avance e seja
mais difícil de ser tratada.

De acordo com o Dr. Luiz Antônio Santini,
diretor-geral do Instituto Nacional do Câncer (Inca), se houver problemas com
equipamentos e com fatores que possam afetar a qualidade das mamografias, os
gestores (estaduais e municipais) devem corrigi-los.

O SISMAMA permite que cada secretário
municipal de Saúde acompanhe essas informações online, sendo que o prazo
ideal indicado pelo sistema à entrega dos resultados seja o mais curto
possível. Este primeiro balanço será apresentado aos secretários na próxima
semana e refere-se ao período de junho de 2009 a março de 2010, e a 927.393
mamografias – um terço do que é feito anualmente no país.

FONTE: jornal
Folha de S. Paulo

Noticias Aleatórias