CBR

 

19

dezembro

2012

Telerradiologia: CBR envia roteiro de fiscalização aos CRMs

Durante o fórum que discutiu a Resolução CFM Nº 1890/2009, do Conselho Federal de Medicina (CFM), que define e normatiza o exercício da telerradiologia no Brasil, realizado no mês de agosto, na sede do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), concluiu-se que é imprescindível uma fiscalização eficiente e contínua da aplicação da telerradiologia.

Na ocasião, o Colégio se comprometeu a criar um checklist para orientar os fiscais dos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) quanto ao que deve ser observado. A entidade também assumiu a responsabilidade de encaminhar aos CRMs de cada Estado as denúncias de desobediência à resolução que forem recebidas por ele.

Elaborado pelo Dr. Alair Augusto Sarmet Moreira Damas dos Santos, integrante da Comissão de Telerradiologia do CBR, o roteiro de vistoria foi encaminhado a todos os CRMs do país no último dia 26 de novembro, junto da carta enviada pelo CBR ao CFM.

O CBR prontificou-se a fornecer suporte técnico aos CRMs devido ao pequeno número de Conselhos que possuem um médico radiologista entre seus membros, o que pode prejudicar o processo de fiscalização, pois, na maioria dos casos, será realizado por profissionais sem conhecimentos específicos sobre a área.

Para que a prática da telerradiologia siga as diretrizes estabelecidas pela resolução, é necessário que cada radiologista e/ou paciente esteja atento à norma e, constatando qualquer irregularidade, envie denúncia ao CBR, contendo relatos circunstanciados e cópias de laudos e/ou exames. O CBR garante o sigilo absoluto do denunciante.

Noticias Aleatórias