CBR

 

15

janeiro

2010

Serviços médicos podem ser reajustados em 4,45%, segundo AMB

Devido à defasagem que a inflação
acarretou aos custos dos serviços médicos, a Associação Médica Brasileira
(AMB), através da Comissão de Economia Médica, realizou uma análise referente
ao assunto, equivalente ao período de outubro de 2008 a outubro de 2009.

Após, a entidade concluiu que os custos
dos serviços médicos sofreram uma variação de 4,45% (INPC/IBGE). Já a Unidade
de Custo Operacional (UCO) ficou estabelecida em: 1 UCO = R$ 12,00.

Assim, o CBR reforça aos seus associados
que a correção da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos
Médicos (CBHPM) pode ser adotada de acordo com este percentual. Confira aqui 
a lista com os reajustes.

Mais informações e o comunicado
da AMB na íntegra sobre o assunto podem ser obtidos na próxima edição do
Boletim do CBR - edição fevereiro/2010.

Noticias Aleatórias