CBR

 

23

janeiro

2010

Mulheres representam 54% dos novos médicos

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp)
registrou pouco mais de três mil novos médicos em 2009, sendo 54% representados
por mulheres. Os dados comprovam a inversão no cenário – nos últimos anos
representado fortemente pelos homens.

De acordo com o Cremesp, a presença feminina no exercício da medicina
passou a ser predominante a partir de 2006. De cerca de três mil novos
registros, 51,75% eram representados por mulheres e, em 2007, esse número
chegou a 52,78%. Já em 2008, a representação foi de 52,96%.

Embora as mulheres estejam predominando nos últimos quatro anos, no
conjunto dos médicos em atividade, a presença dos homens ainda é majoritária. O
Estado de São Paulo registrou no início deste ano mais de 101 mil médicos,
sendo 60% representados por homens.

Os dados do conselho mostram, ainda, que a presença masculina é bem
maior em certas especialidades como, por exemplo, Ortopedia/Traumatologia e
Urologia. Enquanto as mulheres dominam em Pediatria e Dermatologia.

Fonte: Saúde Business Web

Noticias Aleatórias