CBR

 

28

março

2011

Planos de saúde lideram a lista de reclamações dos consumidores

De acordo com o balanço anual do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) referente ao ano de 2010, o setor de planos de saúde manteve-se pelo 11º ano consecutivo como o primeiro no ranking de atendimentos.

O Instituto registrou 11.353 atendimentos, sendo 6.334 referentes a orientações sobre ações judiciais e 5.019 a orientações de consumo. Para Karina Alfano, gerente de relacionamento com o associado do Idec, esses índices que se repetem há anos refletem a falha da regulação e fiscalização desses setores, papel que cabe à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Além dos habituais atendimentos referentes a reajustes de mensalidade e a negativas de cobertura, um dos assuntos que se destacou em 2010 foi a manutenção de dependentes no plano de saúde após a morte do titular.

Os atendimentos referentes a essa questão aumentaram devido pela publicação da Súmula 13 da ANS, que garante aos dependentes a possibilidade de permanecer no convênio com os mesmos direitos e, sobretudo, pagando o mesmo valor pela mensalidade. A regra vale para contratos novos.

Também gerou bastante repercussão entre os associados a proposta de adaptação e migração de contratos antigos, colocada em consulta pública pela ANS em novembro de 2010, assim como a demora no atendimento dos planos de saúde.

Fonte: APM

Noticias Aleatórias