CBR

 

11

maio

2011

CFM critica abertura indiscriminada de escolas médicas no país

O Conselho Federal de Medicina (CFM) manifestou publicamente no último dia 11 de maio seu repúdio à abertura indiscriminada de novos cursos de Medicina no Brasil.

Em nota distribuída a imprensa, assinada conjuntamente com os 27 Conselhos Regionais de Medicina, foram apresentados os problemas causados pelo fenômeno que fez com que, em um período de 10 anos, o total de cursos do gênero aumentasse em 80% no país.

Entre os pontos apresentados, um alerta à sociedade: a falta de critérios por parte das autoridades responsáveis contribui para a má formação de médicos e, por consequência, coloca em risco a saúde da população.

“Convidamos o Governo, o parlamento e a sociedade para um debate descontaminado de paixões, já que o valor da saúde do povo brasileiro é muito maior do que explicações simplistas”, afirmam o CFM e os 27 CRMs.

Para conferir na íntegra a nota da nota do CFM e dos CRMs, clique aqui.

Fonte:CFM

Noticias Aleatórias