CBR

 

16

junho

2011

Fórum de Cooperativismo discute valorização profissional

A valorização do trabalho médico foi um dos principais temas discutidos no IV Fórum Nacional de Cooperativismo Médico, realizado nos dias 14 e 15 de junho, no auditório do Conselho Federal de Medicina, em Brasília. A mesa, presidida pelo secretário de Saúde Suplementar da Fenam (Federação Nacional dos Médicos), Márcio Bichara, destacou ações para a melhoria da remuneração médica, uma das principais bandeiras de luta do cooperativismo médico brasileiro.

Membro da Comissão de Honorários Médicos pela Associação Médica Brasileira (AMB), Jurandir Turazzi lembrou a importância da adoção da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). “Esperamos que as Unimeds adotem imediatamente a CBHPM 2010″, disse.

O presidente da Fenam, Cid Carvalhaes, criticou a remuneração médica paga pelo Sistema Unimed, que atualmente destina uma média de R$ 48 por consulta. “Se o médico é o sustentáculo do sistema, não justifica que a remuneração médica represente o menor percentual da tabela de gastos da Unimed”, acentuou o dirigente.

O evento também debateu o cooperativismo de trabalho e o Sistema Único de Saúde (SUS), parceria do cooperativismo e entidades médicas, o papel do Legislativo na defesa do cooperativismo médico e da saúde, além da visão do Ministério Público do Trabalho sobre cooperativismo e a terceirização.

Fonte: Fenam

Noticias Aleatórias