CBR

 

12

julho

2011

Comissão de Saúde Suplementar analisa negociação entre médicos e operadoras

A Comissão de Saúde Suplementar das entidades médicas analisou no dia 8 de julho, em Brasília, as propostas dos Estados que estão em negociação com as operadoras de planos de saúde. Cerca de 15 Estados já iniciaram as negociações com as operadoras e vão decidir em assembleia os rumos do movimento. Exemplo disso, é São Paulo, que no dia 30 de junho decidiu paralisar o atendimento a dez planos de saúde, após tentativas frustradas de acordo com as operadoras.

“Entendemos que há um avanço no movimento no sentido de conseguir que as operadoras sentem para negociar com os representantes das entidades médicas nos Estados, mas sabemos que podemos avançar mais e orientamos que as regiões que ainda estão tendo dificuldades nas negociações que busquem os acordos através das comissões estaduais,” orientou o secretário de saúde suplementar da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Márcio Bichara.

A comissão também traçou estratégias que serão tomadas para dar continuidade no movimento para o próximo semestre. Definiu ainda, a data da reunião ampliada, prevista para o dia 4 de agosto e que terá como convidados os membros das entidades médicas de todos os Estados para fazer uma avaliação geral do movimento.

Fonte: Fenam

Noticias Aleatórias