CBR

 

11

julho

2011

Médicos do Amapá suspendem atendimento a planos de saúde

Após inúmeras tentativas de negociação com os planos de saúde, a Comissão de Honorários Médicos do Amapá decidiu suspender o atendimento eletivo a todos os planos de saúde, à exceção da Unimed Macapá, que apresentou propostas que atendem as reivindicações da categoria e que será votada em Assembleia Geral Extraordinária. Apenas os serviços de urgência e emergência serão mantido, onde houver escalas de plantão devidamente regular.

O ato de suspensão foi decido em assembleia dos médicos, no último dia 1, no Conselho Regional de Medicina do Estado do Amapá (CRM-AP). Cabe a cada médico o livre arbítrio quanto a sua decisão.

Segundo a Comissão, os planos de saúde vêm interferindo diretamente no trabalho dos profissionais: criando obstáculos para a solicitação de exames e internações, fazendo pressão para a redução de procedimentos, a antecipação de altas e a transferência de pacientes. Os contratos entre as operadoras e os médicos também são irregulares, estão em desacordo com as normas estabelecidas pela Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Segundo o coordenador da Comissão de Honorários Médicos do Amapá, Joel Brito Coelho, os profissionais lutam pela adoção da tabela CBHPM 2010, sem redutor, como valor mínimo de remuneração (Resolução CFM nº 1.673/03); a definição dos critérios de reajuste dos honorários com base na tabela CBHPM atualizada; observação da Resolução CFM nº 1.958/10, que trata do lapso temporal para retorno do paciente em consultas e sua justa remuneração e a observação dos níveis de competência profissional, evitando-se ingerências indevidas nas condutas médicas, nos termos de Resoluções Normativas do Conselho Federal de Medicina.

Fonte: CRM-AP

Noticias Aleatórias