CBR

 

14

setembro

2011

Pediatras de SP param hoje de atender planos de saúde

De 14 a 16 de setembro, os pediatras do Estado de São Paulo vão suspender o atendimento eletivo (consultas e procedimentos) a alguns planos de saúde que não negociaram o reajuste dos honorários médicos com as entidades.

A Comissão Estadual de Mobilização Médica para a Saúde Suplementar, composta pela Associação Paulista de Medicina (APM), Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Sindicatos dos Médicos, Academia e Sociedades de Especialidades, anuncia que a interrupção alcança inicialmente os seguintes planos: Ameplan, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Intermédica, Notredame e Volkswagen.

Conforme divulgado desde a Assembleia Estadual de junho, as urgências e emergências serão garantidas e os protestos dos médicos terão continuidade até que todas as empresas procuradas se posicionem.
 
A pauta de reivindicações do movimento estadual inclui: consulta a R$ 80,00 e procedimentos atualizados de acordo com a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), inserção do índice de reajuste anual nos contratos entre médicos e empresas e fim das interferências sobre a autonomia do médico.

Nos dias 16 a 19 de setembro a paralização será da Cardiologia; 19 e 20 de setembro a Ortopedia e Traumatologia pararão. De 21 a 23 de setembro é a vez da Pneumologia e Tisiologia e, de 28 a 30 de setembro, a Cirurgia Plástica. A Anestesiologia acompanhará todas as especialidades.

Fonte: APM

Noticias Aleatórias