CBR

 

17

outubro

2011

Brasileiro presidirá a Associação Médica Mundial na gestão 2011/2012

Durante a Assembleia da Associação Médica Mundial (WMA), realizada em setembro, em Montevidéu, Uruguai, o  presidente da AMB, José Luiz Gomes do Amaral, foi empossado para presidir a entidade internacional para a gestão 2011/2012.  

Amaral  havia sido eleito por aclamação  para o cargo em outubro do ano passado, no Canadá, durante a Assembleia de Vancouver. Esta é a terceira vez que um brasileiro assume o cargo máximo na entidade. O cirurgião e ortopedista catarinense Antônio Moniz de Aragão presidiu a WMA em 1961 e o dermatologista paulista Pedro Kassab em 1976.

José Luiz Gomes do Amaral representa o Brasil integrando o Conselho da WMA desde 2005 e, há três anos, preside o Comitê de Assuntos Médicos Sociais (SMAC). Ele foi responsável por trazer ao Brasil relevantes discussões sobre pesquisas clínicas, como a revisão da Declaração de Helsinki (agosto de 2008), o uso de placebo em pesquisa médica associada ao tratamento (janeiro de 2010), e o Seminário Internacional de Resiliência Médica (agosto de 2010).

Com a realização da Conferência Doutores do Ambiente, em novembro de 2009, ajudou a disseminar a Declaração de Delhi sobre saúde e mudança climática. Na época, Dana Hanson, presidente da WMA, compareceu ao evento realizando a palestra de abertura. Yoram Blachar, presidente da WMA em 2008, também visitou o Brasil naquele ano, na abertura da versão brasileira do Curso de Formação de Lideranças Médicas, adaptação de uma iniciativa da WMA.

A Associação Médica Mundial (WMA) foi fundada em 1947. Em nome de pacientes e médicos, busca qualidade em ética, educação e direitos humanos relacionados à saúde de todas as pessoas. Reúne 97 Associações Médicas Nacionais, que representam mais de nove milhões de médicos.

Fonte: AMB

Noticias Aleatórias