CBR

 

23

janeiro

2014

Quase 60% dos egressos são reprovados no Exame do Cremesp

exame_cremespDos 2.843 recém-formados em escolas médicas do Estado de São Paulo que participaram do Exame do Cremesp em 2013, um total de 1.684 – ou 59,2% deles – não atingiu o critério mínimo definido pelo Cremesp. Ou seja, acertaram menos de 60% do conteúdo da prova. O resultado foi divulgado no dia 22 de janeiro. Confira aqui na íntegra.

O percentual de reprovados ficou 4,7 pontos acima de 2012. No ano anterior, foram 2.411 participantes, com 54,5% de reprovação.

Outro dado alarmante: entre os participantes das escolas paulistas, a reprovação foi maior entre os egressos de instituições de ensino privadas: 71% foram reprovados. Já entre os participantes formados em escolas médicas públicas, 33,9% foram reprovados.

Somente 9 escolas tiveram média de acerto acima de 60%; 21 escolas paulistas não alcançaram o desempenho mínimo.

Desempenho por áreas

A média de acertos para o conjunto de áreas de conteúdo foi de 55,5%. As médias mais baixas foram obtidas nos conteúdos de Pediatria, 47,8%, Clínica Médica, 52,0%, e Clínica Cirúrgica, com 52,1% (Quadro 2). As médias mais altas foram nas áreas de Obstetrícia, com 64,8% de acertos, e Bioética, 64,5%. Abaixo de 60% de acertos, o resultado por área é considerado insatisfatório.

Chamou a atenção o baixo percentual de acertos em campos essenciais da Medicina, como Pediatria e Clínica Médica, especialidades que concentram o atendimento a muitos problemas de saúde da população.

Um exemplo preocupante é que 64% erraram o sintoma respiratório que define paciente com suspeita de tuberculose: tosse por tempo igual ou superior a três semanas.

A prova foi aplicada no dia 3 de novembro de 2013 em nove cidades paulistas, além da capital do estado. É o segundo exame realizado depois que se tornou obrigatório para quem deseja inscrever-se no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e atuar no estado. O registro no CRM, entretanto, não depende do desempenho ou da aprovação nas provas.

 

Noticias Aleatórias