CBR19: Prazo para submissão de trabalhos é prorrogado até o dia 25 de junho

Melhores trabalhos ganharão passagem, estadia e inscrição para o ECR 2020

Mais uma novidade no Congresso Brasileiro de Radiologia (CBR19), a submissão de trabalhos desta edição vem acompanhada de uma série de estímulos para o envio dos trabalhos científicos e educacionais ao evento.

Será ofertado para os primeiros autores dos melhores trabalhos científicos e educacionais um pacote completo com passagem, hospedagem e inscrição para o ECR 2020 (European Congress of Radiology), em Viena. Serão dois prêmios para “Melhor Trabalho Científico” e um prêmio para “Melhor Trabalho Educacional (trabalho de revisão)”. Lembrando que apenas o primeiro autor receberá este prêmio.

De acordo com o Dr. Marcos Duarte, coordenador da Comissão de Trabalhos Científicos, esse tipo de estímulo é muito importante e confirma o histórico do CBR como uma instituição que apoia seus membros em diversas frentes. “Percebemos uma preocupação especial das últimas gestões com a educação continuada por meio de cursos presenciais e online, bem como aulas cada vez mais interativas durante os Congressos do CBR. Neste ano, teremos uma grande novidade para os radiologistas pesquisadores ou aqueles que se interessam pelo desenvolvimento de trabalhos científicos e educacionais. Sabemos o quanto esses membros se dedicam e esforçam para conduzir e finalizar seus estudos. A intensão com estes prêmios é estimular uma maior adesão e qualidade dos trabalhos submetidos, premiando os melhores do congresso deste ano”, explica.

Dr. Marcos acrescenta ainda que para ser considerado diferenciado e, com isso, ser premiado, um trabalho científico deve, sobretudo, ser um trabalho realizado com qualidade “respeitando a metodologia proposta, contendo material próprio e original, resultados expressivos e, preferencialmente, que tenha sido aprovado por um comitê de ética e pesquisa”.

 

Definições

Temas livres: apresentações orais realizadas em dia e horário determinados, limitadas a 8 minutos, seguidas por 2 minutos para discussão e perguntas, a critério do coordenador da sessão. Temas livres são, preferencialmente, trabalhos originais que mostrem a experiência dos autores ou da instituição em assuntos mesmo que ainda com resultados parciais. O apresentador deverá estar inscrito no Congresso.

Painéis eletrônicos: apresentações de trabalhos científicos por meio de série de telas digitais disponibilizadas somente nos computadores dispostos em estação multimídia montada no evento para este fim. Antes de inscrever um trabalho, recomenda-se ler atentamente todas as informações contidas neste regulamento. Os trabalhos que não estiverem de acordo com as especificações descritas serão desclassificados.

 

Tipos de trabalhos

Trabalho Original: Demonstra a pesquisa e resultados de temas preferencialmente inéditos, refletindo a experiência dos autores ou da instituição. Deve conter casuística e metodologia bem claras, com os resultados consequentes, mesmo que ainda parciais.

Ensaio iconográfico: baseia-se em assunto de grande interesse. O objetivo principal é a demonstração de imagens que devem ser bem ilustrativas e de acordo com o assunto escolhido. O texto deve ser muito sucinto, privilegiando os exemplos de imagens.  Não necessita bibliografia, podendo remeter apenas a algumas leituras recomendadas.

As ilustrações e conteúdo devem ser do autor e ou da instituição, não coletadas na literatura ou nos meios eletrônicos.

Relato de caso: é a apresentação breve de um único caso. O caso deve ter interesse para a especialidade e deve ser discutido o valor didático. As imagens devem ser bem ilustrativas.

 

Como se preparar?

A preparação de um trabalho científico original de qualidade envolve diversas etapas. Confira as dicas do Dr. Marcos Duarte:

– Estabelecer uma hipótese ou um questionamento científico;

– Realizar uma revisão histórica e atualizada da literatura a respeito do tema;

– Definir objetivo ou objetivos claros e concisos;

– Escolher uma metodologia apropriada que, de acordo com os recursos disponíveis e o propósito do estudo, seja capaz de fornecer subsídios para análise dos resultados, confrontação com os dados da literatura e, finalmente, conclusões.

“Estes passos são dados ao longo de meses ou anos. Nossa intenção é estimular ainda mais o envolvimento dos radiologistas com a arte de pesquisar. Quem produz conhecimento também aprende. Desenvolve-se assim um círculo virtuoso entre pesquisa e aprendizado. Sabemos que é um hábito cada vez mais abraçado pelos radiologistas. Lembrando que o melhor ensaio iconográfico também receberá prêmio semelhante”, reforça.

 

O prazo para submissão é 25 de junho, fique atento.

Informações e submissão em: https://congressocbr.com.br/submissao-de-trabalhos/

Avatar

Escrito por

Gabriela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu