Prova de Título de Especialista e Certificado de Área de Atuação conta com 1462 participantes em seis cidades do Brasil

A primeira fase da Prova de Título de Especialista e Certificado de Área de Atuação 2019 ocorreu no dia 28 de abril em seis cidades do Brasil simultaneamente (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Curitiba e Belo Horizonte). Ao todo, 1462 candidatos realizaram a prova teórica e/ou teórico-prática englobando as áreas de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Ultrassonografia Geral, Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia, Mamografia, Ecografia Vascular com Doppler, Densitometria Óssea, Neurorradiologia Diagnóstica, Neurorradiologia Terapêutica, Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia.

De acordo com Dr. Túlio Macedo, coordenador da Comissão de Titulação e Admissão do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), houve uma mudança em relação à prova do ano passado no que diz respeito à data. “A vontade do CBR é sempre adequar e facilitar a vida dos residentes que terminaram a sua formação, por isso antecipamos o exame. Isso vem ocorrendo gradativamente e, neste ano, realizamos a prova pela primeira vez no mês de abril. O objetivo disso é proporcionar ao candidato a possibilidade de obter o título o mais precocemente possível”, explica.

Já em relação ao conteúdo, Dr. Túlio destaca que houve um importante rigor na elaboração de questões, avaliação pedagógica e linguística, com base em critérios internacionais, a fim de discriminar melhor o candidato que se preparou daquele que não se preparou. “Não é objetivo do CBR reprovar um candidato que tem uma preparação adequada mas que não conseguiu um bom desempenho por problemas de entendimento das questões”, complementa o coordenador da Comissão.

Entre os participantes, o Dr. Airton Avedes Caramalac Junior, que fez a prova de Ultrassonografia Vascular, contou à reportagem do CBR sobre a sua experiência. “Foi a primeira vez que fiz a prova. A minha expectativa era de uma prova mais difícil, mas achei que foi tranquila, com boa impressão das imagens. No geral, foi tudo tranquilo”, declara.

Já o Dr. Vinicius Martins Valois, que fez a prova de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, sinalizou que não houve surpresa em relação à sua expectativa. “A prova foi bem dirigida com os conteúdos que iam ser cobrados, bem distribuída. O exame fez jus à cobrança do Título de Especialista, ao conteúdo que o médico deve dominar”, ressalta.

Sobre a preparação para o exame, o Dr. Vinicius complementou que conferiu as provas anteriores. “Eu já imaginava o que poderia ser cobrado e me preparei para isso”, conta.

Para o Dr. Luis Felipe Pavanello, que também fez a prova de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, o principal desafio é conciliar a agenda de trabalho com o tempo necessário para se dedicar ao estudo e à preparação para a prova. “Sempre tem alguma questão que pode deixar a gente meio bravo, mas a prova estava em um nível razoável. Como não é uma prova de eliminação e sim de suficiência, geralmente é mais tranquilo para nós”, declarou.

Apesar de não ser uma prova eliminatória, o exame para obtenção do Título de Especialista e/ou Certificado de Área de Atuação é um grande passo para a carreira do médico. Por esse motivo, esse momento é de bastante expectativa para os profissionais, que devem ter uma estratégia de estudo. “O candidato deve ter em mente que o conteúdo é muito amplo, extenso, e que ele deve focar em diversos assuntos dentro da Radiologia. Entretanto, é importante ele perceber que alguns temas são recorrentes. A análise das provas anteriores é de grande valia para o candidato ter sucesso no exame. Ler e treinar as questões anteriores auxilia o indivíduo a perceber qual o grau de dificuldade, bem como o que o examinador deseja avaliar. Além disso, existem outros recursos não ligados ao estudo que podem ajudar a ter um bom desempenho, como relaxar antes da prova, dormir bem na noite anterior e evitar falar sobre a prova com outros colegas minutos antes de entrar na sala, pois isso pode gerar uma ansiedade e uma preocupação desnecessária ao candidato”, conclui Dr. Túlio.

Nesta edição do exame foi distribuído aos participantes um panfleto sobre o Congresso Brasileiro de Radiologia, como um convite para os candidatos participarem do tradicional evento da Radiologia e aproveitarem os descontos na inscrição antecipada.

A divulgação dos gabaritos ocorreu logo após à prova, no dia 29 de abril, e a aprovação final será informada no dia 20 de maio, juntamente com a liberação dos pareceres dos recursos e orientação para confecção do Título de Especialista junto à Associação Médica Brasileira (AMB), direto no “Acesso do Candidato” por meio do site do CBR.

Escrito por

Gabriela

Deixe seu comentário