CBR atua contra cursos que violam as leis e normas que envolvem a atuação médica

Nos últimos meses, a assessoria jurídica do CBR trabalhou em diversos casos relacionados à defesa da Radiologia. Em dois deles, especificamente, adotando as providências cabíveis contra instituições que divulgam o oferecimento de cursos que violam as leis e normas que envolvem o atuar médico.

No primeiro deles foi enviada uma notificação à uma instituição de ensino que oferecia curso de Ultrassonografia e Doppler a enfermeiros, cujo tema era “Noções de Ultrassonografia e Doppler por Enfermeiros Obstetras”. Posteriormente, a instituição enviou ao CBR uma resposta à notificação.

Outro caso parecido envolveu uma instituição que oferecia em seu site o “Curso Aplicações Básicas por Ultrassonografia” para Tecnólogos em Radiologia e estudantes de Tecnologia em Radiologia.

Em ambos os casos o resultado foi positivo, deixando essas escolas de divulgar cursos que o CBR entendia não serem adequados e que pareciam ultrapassar os limites da Lei do Ato Médico.

Escrito por

Simone Máximo

4 Comentários

  • Parabéns e obrigado pela vigilância constante.

  • Ações deste tipo são necessárias e extremamente importantes. O CBR tem plena possibilidade de apoio neste sentido, inclusive dever na defesa de todos nós profissionais da área e associados, visando o contínuo fortalecimento das especialidades e áreas de atuação. Entendo que estas ações devem ser fortalecidas, como outras no que diz respeito à defesa profissional. Há muito o que se fazer neste Brasil, inclusive perante os CRMs ( muitas vezes omissos ou sem condições de fiscalização ), no combate ao exercício ilegal da Medicina e das especialidades, tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas. Desta forma, os médicos e demais profissionais da saúde que tenham formações acadêmicas adequadas e que primam pelo exercício legal, passam a ser um pouco menos aviltados pela presença de profissionais não capacitados …..mas o trabalho é árduo. Att.

  • Eu escrevi há mais ou menos um mês denunciando a política da Cassi de aplicar descontos progressivos nos exame e até hoje não me falaram que providências o Colégio vai tomar. Mandaram eu escrever para a Cassi com as normas e a Cassi nem deu bola. Gostaria que o jurídico do CBR providenciasse que as normas sejam aplicadas para todos os serviços de Radiologia do Brasil cooperados da Cassi

Deixe seu comentário