fbpx

Plataforma de inteligência artificial que tem apoio do CBR ajuda a diagnosticar pacientes com COVID-19 com mais agilidade

Tecnologia desenvolvida pelo InovaHC, braço de inovação do Hospital das Clínicas da USP, já teve mais de 20 mil acessos e quase 7 mil exames analisados em um mês

 

A plataforma RadVid-19 de inteligência artificial para diagnóstico do novo coronavírus tem ajudado médicos e instituições de saúde de todo o país a otimizarem diagnóstico e tratamento contra a covid-19. Desenvolvida pelo Instituto de Radiologia (InRad) da USP, e pelo InovaHC – braço de inovação e tecnologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) –, desde que foi lançada, há pouco mais de um mês, já recebeu 21.500 mil acessos e cadastrou quase sete mil exames de imagens enviados por radiologistas de 12 estados brasileiros, com 71% de resultados positivos para a covid-19. Alimentada por um vasto banco de imagens de raios-X e tomografias do tórax de pacientes de 50 hospitais cadastrados de todo o Brasil até o momento –, a plataforma é capaz de identificar indícios da presença de covid-19 nos exames, a partir de algoritmos e tecnologia de inteligência artificial.

O serviço está disponível gratuitamente para médicos e instituições de saúde de todo o Brasil. O objetivo é auxiliar a tomada de decisão sobre o melhor tratamento a ser indicado contra a doença causada pelo novo coronavírus, com base em um diagnóstico mais preciso. A proposta do sistema é realizar a leitura de raios-x e tomografias computadorizadas, e indicar a probabilidade de a pessoa estar ou não infectada pela covid-19. O processo, rápido e simples, acontece via identificação de padrões comuns da doença nos exames de imagem. A ferramenta mostra também o grau de comprometimento pulmonar e, assim, cria um grande banco de dados, que pode auxiliar médicos a definir conduta e possível tratamento mesmo antes do resultado de outros tipos testes.

Além disso, a plataforma permite que médicos radiologistas em plantão online possam esclarecer dúvidas de diagnóstico com base nos exames de imagem – indicando, por exemplo, alta ou baixa probabilidade para covid-19. “Desde o final de maio temos radiologistas experientes em regime de plantão. A ideia é auxiliar demais médicos de hospitais de todo o país que utilizam a plataforma, para sanar dúvidas e discutir casos de pacientes, com o diagnóstico preciso baseado no algoritmo de inteligência artificial disponível na plataforma”, destaca o diretor do InovaHC, Marco Bego. Além dos plantonistas, “a plataforma está em constante aprimoramento. Em breve serão liberadas novas funcionalidades para auxiliar os profissionais que estão em locais com casos mais críticos por causa da pandemia”, completa Giovanni Guido Cerri, presidente do instituto.

Empresas parceiras

A plataforma é um projeto do InovaHC e do Instituto de Radiologia (InRad), ambos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), viabilizado pelo Todos pela Saúde com apoio do Itaú Unibanco e pela Petrobras. Entre os parceiros tecnológicos estão Amazon Web Services, GE Healthcare – Divisão de Enterprise Digital Solutions (EDS), Huawei Cloud e Siemens Healthineers – Área de Digital Health. Instituições como o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), a Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) também estão no projeto como apoio institucional. A Deloitte apoia a estratégia, o aconselhamento e a governança dor projeto. Entre os parceiros estão o Grupo Fleury e o Instituto Tellus. O Hospital Sírio-Libanês faz parte como parceiro na idealização e construção do projeto. A plataforma RadVid ainda tem a Fundação Novartis como parceiro estratégico e apoio das secretarias estaduais de Desenvolvimento Econômico e da Saúde e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Profissionais de saúde e instituições médicas de todo o país podem acessar a plataforma pela internet radvid19.hc.fm.usp.br.

 

Sobre o InovaHC

O Centro de Inovação Tecnológica – InovaHC tem como principal objetivo encorajar a inovação no âmbito do HCFMUSP, administrar a propriedade intelectual gerada nesse ambiente, e providenciar meios para promover a transferência de conhecimento científico, tecnológico e cultural ao setor produtivo público e privado, visando à melhoria da saúde do Estado e da Nação. Esse propósito geral está de acordo com as leis estadual e federal, que têm como motivação tornar a inovação tecnológica um componente estratégico de economia e desenvolvimento.

 

O Inova é um movimento com o objetivo de incentivar a inovação dentro e fora do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

 

Sobre o InRad

O Instituto de Radiologia (InRad) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) é um centro de excelência em pesquisa, diagnóstico e terapias por imagem. Também é responsável pela produção farmacêutica de itens utilizados diariamente para pesquisas clínicas e, ainda, de produtos usados na rotina clínica e fármacos produzidos no setor de medicina nuclear onde fica o cíclotron, acelerador de partículas que produz a fórmula radioativa de glicose FDG (Fluorodesoxiglicose) usados em exames PET (Tomografia por Emissão de Pósitrons). Durante o processo, se o paciente tiver uma célula cancerígena ela fica reluzente.

Além disso, o InRad conquistou a classificação de melhor centro de medicina nuclear do mundo pela Agência Internacional de Energia Atômica. Por ano, passam pelo InRad 215 mil pacientes. Nos últimos quatro anos, foram realizados mais de 1,5 milhão de exames, entre ultrassonografia, radiologia geral, tomografia computadorizada, ressonância magnética, medicina nuclear e mamografia. No instituto são 82 equipamentos de radiologia de última geração para realizar mais de 300 mil exames por mês, 25 mil só de raios-X.

 

Amazon Web Services

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR)

Deloitte

Fundação Novartis

GE Healthcare – Divisão de Enterprise Digital Solutions (EDS)

Grupo Fleury

Hospital Sírio-Libanês

Huawei

Instituto Tellus

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC)

Petrobras

Secretarias estadual de da Saúde

Secretarias estadual de Desenvolvimento Econômico

Siemens Healthineers – Área de Digital Health

Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR)

Todos pela Saúde – com apoio do Itaú Unibanco

Avatar

Escrito por

Gabriela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
Menu